Cordel do Fogo encantado....

Esse vale a pena... principalmente no album "O circo do palhaço sem futuro"...

Cordel do Fogo Encantado. O nome da banda já desperta curiosidade por si só. Segundo Clayton Barro, violonista da banda, Cordel é o trabalho com a literatura oral e escrita, o fogo é o sertão das fogueiras de São João, do sol e da terra queimada, e encantado é o profeta, o cantador.

Os Anjos Caídos (ou A Construção do Caos)

"Os homens são anjos caídos que Deus mandou para Terra porque
botaram defeito na criação do mundo. Aqui, começaram a
inventar coisas, a imitar Deus. E Deus ficou zangado, mandou muita chuva e muito
fogo, eu vi de perto a sua raiva sacra, pois foram sete dias de trabalho intenso,
eu vi de perto, quando chegava uma noite escura
Só meu candeeiro é quem velava o Seu sono santo
Santo que é Seu nome e Seu sorriso raro
Eu voava alto porque tinha um grande par de asas
Até que um dia caí
E aqui estou nesse terreiro de samba
Ouvindo o trabalho do Céu
E aqui estou nesse terreiro de guerra
Ouvindo o batalha do Céu
Nesse terreiro de anjos caídos
Cá na Terra trabalho é todo dia
Levantar quebrar parede
Matar fome matar a sede
Carregar na cabeça uma bacia
E esse fogo que a Sua boca envia
Pra nossa criação
Deus
Esse terreiro de anjos
Esse errar que é sem fim
Essa paixão tão gigante
Esse amor que é só Seu
Esperando Você chegar
Os Homens aprenderam com Deus a criar e foi com os Homens que Deus aprendeu
a amar "



 Escrito por Rubens às 17h30
[] [envie esta mensagem]



O descanço merecido

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, herói da luta contra o apartheid no seu país, anunciou uma redução no ritmo de suas atividades públicas.

Mandela, que completa 86 anos em julho, disse que quer passar mais tempo com sua família e amigos, completar suas memórias, ler e se dedicar a "uma reflexão calma".

Ele tem sido o embaixador dos interesses sul-africanos de mais destaque, e recentemente foi bem-sucedido na campanha para que seu país sedie a Copa do Mundo de 2010.
uol noticias



 Escrito por Rubens às 15h54
[] [envie esta mensagem]



entrevista necessária...

Nesse Domingo, estava organizando minhas revistas e resolvi reler uma das grandes entrevistas da revista "Caros Amigos" edição de número 44, ano 2000. Acho que é interessante para analizarmos o LULA de Hoje, e o de ontem" Separei alguns trechos mais importantes:

"A grande coisa que o Movimento Sem Terra faz hoje, no Brasil, não é a luta pela reforma agrária, porque ela existe antes, durante e vai existir depois. O grande feito do MST é recuperar o sentido da cidadania das pessoas que estavama 1 milimetro de virar párias da sociedade..."

"De certa forma, o MST está conseguindo dar visibilidade e voz a um setor da sociedade que o PT nunca conseguiu. O PT atingiu os trabalhadores assalariados, que têm carteira de trabalho, têm endereço, em geral almoçam e jantam todo dia, etc. O MST, não."

"O nosso discurso, o discurso dos sem-terra, o discurso da CUT atingem uma parte minoritária. A grande massa de deserdados não está organizada nos sem-terra, no PT nem na CUT. Ela está muito mais ligada com os setores da igreja quando tinha a igreja progressista mais atuante."

"Numa cidade chamada Teotonio Vilela, em Alagoas - o Collor teve 90 por cento dos votos lá!. Quero saber o que justifica um povo daqueles votar no collor!. Então, o desafio nosso é esse. Daqui pra frente vamos ter que trabalhar com muito carinho, tentar fazer com que essa gente deixe de ser marionete na mão de um Maluf. Não é possível o MAluf fazer campanha dizendo que é candidato dos pobres da Zona Leste."

"Temos ao longo da história uma elite perversa, eu falo sempre da revolução de 1817, A Revolução Pernambucana - Pernambuco conquistou sua idependência quatro anos antes da Independência do Brasil e , nessa revolução, a preocupação da elite - os donos do engenho, que lutavam contra a Coroa Portuguesa - era de não permitir  que índios e negros participassem, porque depois iriam querer participar também do poder..."

"Então, ou mudamos ou esse País vai continuar sendo atrasado, que foi o último país a garantir o voto da mulher, o último a conquistar a indepêndencia, o último a abolir a escravidão, ou seja,estamos sempre atrás"

"Descobri que tinha um monte de engenheiros fazendo estágio que se colocavam contra a greve. Fui lá fazer um discurso, dizendo que nã oera possível o Estado financiar as pessoas para estudar e depois elas se colocarem contra os trabalhadores que em última instância era quem fianciava os estudos deles.."

"Confesso que, quando vejo essa gente com essa incompetência para governar, por Deus do céu que não troco meu conhecimento pelo deles. Obviamente que levo desvantagem de não ter um diploma universitário e isso em um país colonizado como o nosso pesa"



 Escrito por Rubens às 18h24
[] [envie esta mensagem]


O que você tem a dizer sobre anabolizantes:
Nunca usei e também não usaria.
Já usei. E usaria de novo.
Conheço quem já usou mais nunca usei
Pra ficar forte usaria na boa.
Votar
resultado parcial...



Vinicius e Toquinho - Chega de saudades







Porta Curtas